Artistas

Maria de Lurdes Oliveira

Maria de Lurdes Oliveira nasce em Lisboa, já sem braços. Incentivada pela mãe desde bebé a fazer com os pés tudo o que costumamos fazer com as mãos, habitua-se a fazer tudo sem depender de terceiros. Na escola descobrem o seu talento artístico não só ao vê-la desenhar, mas também a coser e a bordar com o pé na perfeição. Desde 1965 que é bolseira da APBP Internacional, tinha apenas 16 anos. Os anos passam e a jovem artista vai criando cada vez mais fãs não só da sua arte mas também da forma alegre e optimista como encara a vida. Hoje Maria de Lurdes é uma mulher profissionalmente realizada que vive do seu trabalho, a pintura. O seu valor artístico chama a atenção dos vários órgãos de comunicação social resultando em entrevistas para televisão, jornais e rádio. Participou também em exposições ganhando prémios e distinções. Em 2004 passa de bolseira a Membro Associado da APBP Internacional.

 

Maria Vitória Nogueira

Maria Vitória Nogueira cresceu feliz em Angola, onde frequentou a escola e iniciou a sua vida de trabalho, sem qualquer problema de saúde. Aos 17 anos, após uma febre de 3 dias foi submetida a uma operação ao apêndice. A sua vida nunca mais seria a mesma. Começou por ter muitas dores num braço, que culminaram com a sua amputação após 3 anos de internamento. Diagnosticaram-lhe uma Polioartrite Nodosa, uma doença que obrigou a amputação do outro braço e de ambas as pernas entre mais de vinte operações. Encorajada por um médico, começa a pintar com a boca em 1984 e é já em Portugal, onde vive em casa de uma irmã, que toma conhecimento da APBP Internacional. Um ano depois de ter iniciado a sua aprendizagem, é-lhe concedida uma bolsa pela Associação. A sua pintura traduz a simplicidade que a caracteriza como pessoa, mas também a alegria de viver, servindo como um exemplo de coragem e de vida.